BRASIL, Sudeste, SOROCABA, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese, Arte e cultura, Cinema e vídeo

 

   

    Doutorandices
  Os Sonhos Não Envelhecem
  Look at the Stars - Camila
  Bloggi - Gisa
  Papel de Pão
  Dani Pontes
  Síndrome de Estocolmo
  Panelinha
  Marcelo Coelho - Folha
  Meu Flickr


 

 
 

   


 
 
Lápis de Cor



Flávio Gikovate

Um ano e pouco depois ele volta a Sorocaba para um novo tema. Que pena que eu vou perder. Por que não vai e me conta?



Escrito por Renata às 10h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Café Filosófico

Em Sorocaba, assim como em outras cidades do interior paulista, a CPFL está oferecendo uma programação cultural muito legal. É o "Café Filosófico", que toda semana aborda temas de filosofia e psicologia, principalmente, com a presença de um palestrante ilustre.

No módulo do 2º semestre de 2008 os temas são voltados a mulher

O que pode uma mulher, no século XXI?


De Madame Bovary a Madonna, de Amélia às musas da internet, a pergunta de Sigmund Freud insiste: - O que quer uma mulher?

Em sua história recente, a mulher do século XX, nos países ocidentais, conseguiu realizar o feminino muito além do lar. Conquistou o espaço da sociedade civil, numa ruptura revolucionária, realizando a mais importante transformação social do século passado. Agora, na seqüência, se constata a ação mutante feminina na política, na economia e na cultura.

Esta voz feminina atual inspira também as práticas e o discurso amoroso. Uma nova moral sexual surge, na assimetria do encontro: o que era característica ou caricatura do homem, não é mais. São elas que estão colocando na agenda contemporânea uma sexualidade descentralizada, liberada das exigências da reprodução.

Pesquisas diferentes revelam que a incorporação de novas atitudes sexuais é mais acentuada nas moças do que entre os rapazes, indicando que, nesta dimensão da vida, são as mulheres que estariam liderando o processo de mudança. O casamento pode estar deixando de ser, para uma parte significativa de mulheres, a espinha dorsal em torno da qual se organiza a vida feminina. A iniciação sexual mais precoce das mulheres - perto dos quinze anos - e o adiamento do casamento - para perto dos trinta - favorece, em conseqüência, a multiplicidade de parceiros e o aparecimento do sexo sem vínculo ou compromisso. O dia seguinte do encontro não espera mais o telefonema reassegurador.

Será que estes comportamentos são eventuais, limitando-se a pequenos grupos de mulheres dos grandes centros urbanos, ou devem ser considerados como tendências futuras dos modos do relacionamento amoroso? É a partir dessas questões que lhe convidamos a conversar no Café Filosófico: “O que pode uma mulher, no século XXI?”.

Texto retirado do site do "Café..." em Sorocaba. Mais detalhes e a programação você encontra aqui, no CPFL Cultura.



Escrito por Renata às 15h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Domingo + Chuvinha

Este domingo é tudo que eu pedi a Deus: sossego e uma chuvinha fina que não cessa. E o final de semana está sendo bom por demais. "Café Filosófico" na sexta com Flavio Gikovate e a cia. da amiga Edi, aniversário e reunião com amigos vizinhos no sábado, visita do irmão de afeto no domingo...e falta 1 semana para minhas férias!!!!

Foto da minha amiga Carol Aires 



Escrito por Renata às 15h25
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Atonement

Enfim consegui assistir "Desejo e Reparação" (Atonement).

Adoro essas histórias de época, passadas na Inglaterra principalmente. A produção é impecável, adorei as sonoplastias, os detalhes e as sacadas para colocar na tela tantos pensamentos dos personagens!

Se ainda não viu, não perca mais tempo!



Escrito por Renata às 20h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Um dia terei o jardim que sonho

Todo dia olho para o meu jardim e fico torcendo para os flores & cia vingarem. Plantei tudo no outono, sem muito aconselhamento profissional e me dá uma tensão ver "aqueles" e "aquelas"" amarelando...murchando...

Espero que seja só o frio.

Tenho feito o que posso, procurando informações a respeito, regando e adubando conforme explicado. Espero que dê certo.

Por enquanto, me animam as pentas floridas que resistem às noites frias e ao clima seco.

A todos uma ótima semana!!!!!



Escrito por Renata às 16h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Banhos

Nos embalos de Pequim, vai aqui uma dica de filme imperdível: "Banhos" de Zhang Yang (China), lançado em 1999.

É um filme singelo. Um drama com toques sutis de comédia. Conta a história de uma família de três homens:

 

o pai já idoso - dono de uma antiga e tradicional casa de banhos

o filho mais novo, já adulto, mas com deficiência mental - fiel companheiro do pai 

e o filho mais velho, moderno, executivo - que vive distante e os trata com frieza

 

Uma carta, um mal entendido e um reencontro que altera com delicadeza e profundidade os sentimentos e o rumo da vida dos três e que leva à reflexão sobre os impactos das grandes transformações na China atual.

 



Escrito por Renata às 14h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tenho passado por alguns caminhos tortuosos e por isso não me animo a escrever. O tempo passa arrastado e depois parece que eu nem vivi.

Oscilo momentos de tristeza e desânimo, depois recupero: parece que vou sair do sufoco mas logo em seguida tudo se repete. Montanha-russa!

O que aconteceu? Eu tive a notícia mais feliz em 19/06/08 : estava grávida!

Porém em 02/07/08 o sonho acabou. Perdi de novo. Parecia deva-ju.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Na luta para não desanimar, fui ao concerto da OSESP em Sorocaba. Foi lindo, ao ar livre, som impecável e 8 mil pessoas compareceram.

Se passar pela sua cidade, não perca! É de graça

Se você quer conhecer mais sobre a OSESP e a programação itinerante, visite o site aqui.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Um pouquinho de cultura só faz bem. Passeando pelo site da OSESP, encontrei esta informação:

De onde vieram os nomes das notas?

Apesar de registros de notações musicais na Grécia Antiga e entre os chineses do século III, apenas em St. Gall (Suíça), quase mil anos mais tarde, as notas passaram a ser marcadas com maior precisão. Para os nomes das notas, os povos de língua anglo-germânica adotaram letras, de A a G, enquanto os de língua latina seguiram o hino a São João Batista, introduzido nas aulas de Guido d’Arezzo, no século XI: UT queant laxis, REsonare fibris, MIra gestorum, FAmuli tuorum, SOLve polluti, LAbii reatum, Sancte Ioannes. (Para que possam ressoar as maravilhas de teus feitos com largos cantos, apaga os erros dos lábios impuros, ó São João).

Há algumas hipóteses sobre a substituição de Ut (até hoje utilizado na França) por . Uma delas a atribui ao musicólogo Giovanni Battista Doni, no século XVII; outra, ao teórico Giovanni Maria Bononcini, autor do tratado Il Musico Prattico, publicado em 1673. A razão pela qual ocorreu a mudança é incerta. Acredita-se que foi para facilitar a pronúncia nos exercícios de solfejo. O teria sido retirado da palavra Dominus (“Senhor”, em latim).



Escrito por Renata às 10h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Hiato de quase dois meses...que vergonha.    :o(

A vida acalmoou nas últimas semanas e eu estou voltando, mas não agora, porque eu está muito frio para escolher ficar aqui ao invés de mergulhar no edredon logo ali.    :o)

Inté



Escrito por Renata às 20h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Programa Cultural para o Fim de Semana

Eu vou neste fim de semana e convido você a prestigiar também. Vamos????



Escrito por Renata às 12h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O domingo foi ensolarado, tranquilo e começou com o show de Dori Caymmi e Joyce ao ar livre. Que delícia de voz a dele! E ela, como canta e toca bem!

Ao ouvir "Marina" lembrei do meu amigo xará, ele sabe porque. Salve salve!!!

Hoje já é terça e o tempo mudou completamente. Chove continuamente desde o entardecer. Amanhã bem que já poderia ser feriado para eu dormir até mais tarde, com esse barulhinho bom.



Escrito por Renata às 20h36
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Jardim e Paz

Estou às voltas com as plantinhas do meu jardim. Fiquei apaixonada por paisagismo.



Escrito por Renata às 11h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ainda sobre Paris Texas...

A fissured, empty, almost lunar landscape- seen from a bird's-eye view. The camera hovers over it. In the distance, a lone man appears; he is crossing this desert.

A hawk lands on a boulder.
The man stops, looks at the bird.
Then he drinks the last drops of water from a large plastic bottle. He is wearing a cheap Mexican suit, a red baseball cap
and sandals with bandages wrapped around them. His clothes are covered with dust and soaked with sweat. He has been walking for a long time.

This is Travis.

Travis throws away the empty plastic bottle,and continues on his way across the bleak, hot plains that lie before him.

(texto do site de Wim Wenders, com link no post abaixo)



Escrito por Renata às 21h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Paris, Texas

O final de semana foi muito bom, com festinha de aniversário do amigo Gentileza&Elegância, com um pouco de tempo livre e um filme começado: PARIS, TEXAS (Wim Wenders, 1984)

Como passou na TV e eu precisei dar uma parada devido alguns afazeres domésticos (eita lelê) perdi a segunda metade, mas deixou um gostinho bom para retomar a qualquer hora dessas. O desafio agora será encontrá-lo em alguma locadora da cidade!

Para você que também não viu, o filme é sensível e poético e aborda o tema da solidão e do reencontro, consigo e com o próximo.

Googleando encontrei aqui o site oficial do Wim Wenders, com um pouquinho também sobre PARIS, TEXAS. Usufrua!

Imagem do site Wim Wenders



Escrito por Renata às 20h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Le Canal Saint Martin

 

Ilustração no postal que o amigo PI enviou dos pedaços de chão por onde andou Amelie Poulain

Canal Saint Martin - Paris - France - 2005



Escrito por Renata às 18h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Você tem fobia do quê???

Ontem assistindo o programa "Vitrine" na Cultura (ótima opção ao Faustão, diga-se de passagem) vi a reportagem sobre o FILMEFOBIA.

Se tiver curiosidade, entra lá no site do FILMEFOBIA e procure por relatos: descobrirás que há loucuras para todos os gostos neste mundo. Vai entender!!!

E eu também tenho a minha: morro de medo de cobra, tenho pesadelos arrepiantes com as danadinhas...

E você? Tem fobia do quê???

 



Escrito por Renata às 20h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]